ensaio
brasil em crise
ruínas do capitalismo
2016-2017
   Realizado em estradas do Estado de São Paulo em 2016 e 2017, este ensaio fotográfico registra, em tempos de grave crise política, indícios de crise econômica através do declínio pontual de um dos pilares da sociedade de consumo: a publicidade.
   No estado mais rico do país, numa de suas regiões mais ricas (toda a macrorregião interligada pelas rodovias Anhanguera e Bandeirantes) o agravamento da crise econômica - derivada das disputas políticas envolvidas no processo que causou o impeachment da Presidente Dilma e da adoção de políticas austeras pelo novo Governo não eleito - insinua-se com o declínio da publicidade em outdoors e com o abandono de muitas dessas estruturas meses antes, durante, e meses depois do impeachment.
   Efêmeras ruínas do capitalismo, que outrora já foram imponentes expositoras de hambúrguer ou mulheres de lingerie, algumas dessas estruturas ficaram em frangalhos, abandonadas à beira das estradas; outras, "em branco", esperavam nova roupagem com a prometida recuperação econômica que ainda em 2018 tarda a vir.
   Há, ainda, as estruturas que se erguem nos horizontes, ou suscetíveis ou imperativas, que não estavam propriamente abandonadas, mas que estavam fadadas, àquela altura, à meta-propaganda: "anuncie aqui". Ou ainda as que, inspiradas pelo cínico presidencial "não pense em crise, trabalhe!", arriscam um "saia da crise, crie!".
   Em 2018, as fotos do ensaio foram organizadas em um zine, com mesmo nome, cuja tiragem foi de 25 cópias. Pode ser conferido, em versão digital, no link abaixo.
» link para versão digital do zine "brasil em crise"

brasil em crise joão cassaro jr 2017